sexta-feira, agosto 21, 2015

A Onda Gigante do Algarve - O Tsunami que nunca aconteceu

A "onda gigante" que lançou o pânico no Algarve terá sido a ‎22 ou 23 de Agosto de 1999 ou de 2000, conforme as fontes online, que não se entendem. O que sei de certeza é que foi num fim de semana, aposto em 22 de Agosto de 1999, um Domingo à tarde, porque recordo-me bem deste momento histeria colectiva. Quando soube do "acontecimento" estava em Olhão - Sotavento algarvio - com os meus pais a assistir a um jogo de futsal da minha irmã, num local com bastante gente, a noticia correndo de boca em boca, creio que até por telemóvel ou rádio. Na altura não me preocupei muito, porque - obviamente - se fosse realmente  uma onda gigante, um tsunami - apesar da ausência de um terremoto anterior - não teria dado tanto tempo a avisar e tanta gente fugir das praias, cheias nesta altura do ano. Mais tarde, ao ver o noticiário, tivemos conhecimento da real dimensão da balbúrdia causada pela "onda gigante". 
Foto mais recente, de um fenómeno semelhante. Fonte: CEMAL
O que aconteceu então? Apenas uma miragem, uma ilusão óptica designada por "Fata Morgana" (sim, como a música do Roberto Leal), causada por uma inversão térmica, ou seja, "é uma camada atmosférica de espessura de uma centena de metros que ocorre no topo da camada limite planetária (CLP), a uma altitude da ordem de 1 km sobre áreas continentais, e onde o gradiente térmico decresce com a altura, numa razão inferior a 10 graus por km."[1], uma "lente natural" que causa a distorção de objectos ou lugares distantes:
Uma Fata Morgana:
Neste famoso caso no Algarve, que ocupou as conversas dos portugueses durante muitos dias, a camada de ar quente sobre uma camada mais fria criou a ilusão de uma onda gigante vinda do Norte de África. Enquanto este fenómeno raro durou, muita gente abandonou as praias, até a conselho das autoridades, criando filas gigantes de trânsito e confusão. Falava-se de pessoas que fugiam sem pagar a conta, por exemplo. Na minha zona, as ilhas barreira da Ria Formosa estavam cheias de pessoas, e no caso de um tsunami, pouco ficaria de pé.
Um recorte de jornal:
Foto: Blog "Luandense"
Tentei encontrar alguma gravação ou video amador na Internet, mas nos sites que encontrei, os vídeos ou fotos já foram apagados há anos... Actualização: Um relato online aponta também a data de 1999, dias depois do grande terremoto de Izmit, na Turquia, o que explica melhor o pânico sentido: "Culatra? Nem com um Tsunami abandonaram a Ilha... ", in +Algarve.

E você, caro leitor, onde estava quando veio a "Onda Gigante"?

[1] - Wikipédia - Fata Morgana

Publicado originalmente no blog "Enciclopédia de Cromos".

Sem comentários: